We offer lace bridesmaid dresses, lace top bridesmaid dresses
grupos de estudo
 



grupos de estudo do 1° semestre de 2018
ver tabela


PROBLEMAS DA PRÁTICA PSICANALÍTICA
Coordenação: Leon Capeller
terça-feira | Início: 02 de janeiro - Término: 26 de junho | 11 encontros | 14h30 às 16h
quinzenal | Local: SPID

Relatos orais da clínica dos participantes. Ritmos da fala, distinção recalque/recusa, modos sintomáticos presentes nas narrativas.


SEMINÁRIO XVII DE JACQUES LACAN
Coordenação: Leon Capeller
terça-feira | Início: 9 de janeiro - Término: 19 de junho | 12 encontros | 13h30 às 15h30
quinzenal | Local: SPID

Resultado da leitura de Moisés e o Monoteísmo de Freud. Reelaboramos aqui o complexo de Édipo estabelecendo novas perspectivas para a pulsão de morte e a série de Fibonnacci. Desenvolvendo a estrutura dos discursos, o seminário inova nas contribuições para o pensamento psicanalítico a respeito da política e, reestabelecendo novas posições para a teoria psicanalítica ao relacionar gozo e verdade, reelabora a dialética mestre/escravo. Temos também estabelecido relações entre Descartes e a extensão com a teoria do Um, desenvolvida também nos Seminários XVI e XIX. Acompanhamos nossa leitura com o livro Jacques Lacan and the other side of psychoanalysis (Duke University Press, 2006), de diversos autores. Leitura conduzida pela dra. Marilia Flores. Continuaremos nesse semestre a leitura do capítulo 5.


O ATURDIDO
Coordenação: Leon Capeller
terça-feira | Início: 09 de janeiro - Término: 19 de junho | 24 encontros | 21h15 às 22h45
quinzenal | Local: Rua Xavier da Silveira, 45 - sala 1103

Texto lacaniano de difícil leitura pela variedade de estilos, expõe uma inédita política da fala e da sexualidade baseadas nas impossibilidades lógicas freudianas, na presença do inconsciente e na necessidade imposta da diferença sexual. Temos centrado nossas discussões na fórmula “Que se diga é esquecido atrás do que se diz no que se escuta”. São usados como apoio os livros Il n’y a pas de rapport sexual – deux leçons sur “L’’Étourdit’”, de Lacan (Fayard, 2010), de Alain Badiou e Barbara Cassin, e Lecture de “L’Étourdit”, Vols. I e II (L’Harmattan, 2002), de Christian Fierens.


FUNÇÃO E CAMPO DA PALAVRA E DA LINGUAGEM NA PSICANÁLISE
Coordenação: Leon Capeller
terça-feira | Início: 2 de março - Término: 26 de junho | 11 encontros | 13h15 às 14h30
quinzenal | Local: SPID

“Back to basics”. O início da trajetória intelectual de Lacan na política psicanalítica. Influências ideológicas e das ciências sociais que contribuirão nas inovações teóricas e clínicas de Lacan. Antes de começarmos a leitura do artigo “Formação e Campo...” faremos um apanhado das teorias da linguística estruturalista, do Círculo de Praga e do estruturalismo. Para tanto utilizaremos: Saussure, Ferdinand de - Curso de Linguística Geral (Cultrix, 1977); Jakobson, Roman – Linguística e Comunicação (Cultrix, 1977); Holenstein, Elmar – Introdução ao Pensamento de Roman Jakobson (Zahar, 1978); Levi-Strauss, Claude – Aberturas 1 e 2 in Le Cru et le Cuit (Plon, 1964) e The Sorcerer and the Magic e The Effectivenes of Symbols in Sturctural Anthropology (Anchor Books, 1967). O texto de Lacan encontra-se em Escritos (Zahar, 1998). Como acompanhamento usaremos a tradução comentada para o inglês de Anthony Wilden, publicada pela Johns Hopkins University Press em 1968.


INTERLOCUÇÕES PSICANÁLISE E LITERATURA
Coordenação: Marília Flores
terça-feira | Início: 6 de março - Término: 10 de julho | 10 encontros | 11h30 às 13h
quinzenal | Local: SPID

Em "Um retrato do artista quando jovem" Joyce inventa-se artista quebrando frases, picando palavras, desmantelando falas impostas. Depois dele a literatura não pode mais ser a mesma. O escritor tornou-se célebre por sua experimentação com a linguagem. Joyce com Lacan é o que propomos para 2018.


SEMINÁRIO XIX
Coordenação: Leon Capeller
quarta-feira | Início: 03 de janeiro - Término: 27 de junho | 11 encontros | 10h30 às 12h
: quinzenal | Local: SPID

Leitura do Seminário “...ou pior”, que introduz o Nó Bohomeano na teoria lacaniana. O um e o múltiplo, diferenças, consequências. Quatro lições das oito conferências inéditas O Saber do Psicanalista. Leituras conduzidas pela Dra. Marilia Flores e pelo Dr. Adylson Ennes.


ESTUDOS FREUDIANOS
Coordenação: Lilian Nobre e Marília Flores
quarta-feira | Início: 07 de março - Término: contínuo | 13h30 às 15h
quinzenal | Local: Rua Xavier da Silveira 45 sala 1103 Copacabana

Freud, indagando-se sobre a formação dos sintomas, privilegia e aprofunda o estudo sobre a Neurose Obsessiva. Será a partir desse ponto que no próximo semestre retomaremos o texto "Inibição, Sintoma e Angústia".


SEMINÁRIO VI DE JACQUES LACAN
Coordenação: Leon Capeller
quinta-feira | Início: 04 de janeiro - Término: 28 de junho | 12 encontros | 11h30 às 13h30
quinzenal | Local: SPID

Montagem do Grafo do Desejo, já estudado em nossa leitura de “Subversão do sujeito...”. Os sonhos do paciente de Freud (Ele não sabia que estava morto) e o de Ella Sharpe repercutem o desejo como motor do homem em Freud e nos permitem compreender noções e conceitos lacanianos prejudicados pela publicação tardia deste Seminário. Prosseguiremos pela elaboração que Lacan faz do Hamlet shakespeariano e da dialética do desejo, que nos obrigam a repensar a modernidade e as consequências para a ética. O laço entre analistas é ponte para o Seminário XVII, também em leitura neste semestre. Iniciaremos neste semestre a leitura do capítulo 6.


AS TRAGÉDIAS GREGAS
Coordenação: Leon Capeller
quinta-feira | Início: 11 de janeiro - Término: 21 de junho | 12 encontros | 11h30 às 13h30
quinzenal | Local: SPID

A leitura será dramatizada em voz alta pelos presentes. Quando houver acesso a produções cinematográficas elas serão apresentadas. Após a leitura oral, discussão e interpretação do texto para compreensão da formação ética e intelectual do mundo ocidental. As aproximações serão buscadas por suas apresentações, a compreensão de cada texto devendo ser elaborada pelos participantes. Faremos uma leitura “histórica” conforme o “tempo” de cada texto, e para isso dividimos estas tragédias em três grupos que serão lidos na seguinte ordem: A maldição dos Atreidas (Oresteia, seus antecedentes e consequências), A maldição dos Labdácidas (Édipo, seus antecedentes e consequências), e Miscelânea. Utilizaremos como apoio os helenistas Jean-Pierre Vernant, Pierre Vidal-Naquet e Marcel Detienne, os críticos Jean Kott, H. D. F. Kitto e Alain Badiou, psicanalistas-teatrólogos como François Regnault e outros. Neste semestre faremos a leitura da Electra de Sófocles e da Electra de Eurípides.


INIBIÇÃO, SINTOMA E ANGÚSTIA
Coordenação: Valéria Moura e Márcia Lisboa
quinta-feira | Início: 01 de março - Término: período contínuo | de 13h30 às 15h
semanal | Local: Av. Presidente Vargas, 542 sala 2114, Centro

Aos 70 anos de idade, Freud abandona a concepção biológica do mecanismo de aparição da angústia e recorre, a partir de 1926, a uma concepção da angústia que implica o psiquismo.
Nesse texto, Freud examina também a questão das defesas sob uma nova perspectiva.
A ideia de trabalho no grupo de estudos é começar com a leitura introdutória da XXXI Conferência, de 1933, em que o autor retoma suas hipóteses de 1926 sobre a origem da angústia, mas de forma mais clara e mais sintética, seguida do texto "Inibição, Sintoma e Angústia" (1926).
Vamos privilegiar o cotidiano da clínica e seu exercício ininterrupto de reflexão.


OS ARTIGOS TÉCNICOS DE FREUD
Coordenação: Leandro Rafael Ferreira dos Santos e Patrícia Nóbrega
sexta-feira | Início: 5 de janeiro | 14h30 às 16h
semanal | Local: SPID

Grupo de Estudos destinado ao estudo e à reflexão sobre os artigos técnicos de Freud.